segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Os homens que vestem sport fino

O Rodrigo postou esse texto no dia 29 de dezembro em que ele reconhece todos os privilégios do homem branco cis entre 18 e 49 anos.

Sei que trata-se de uma frase de Homer Simpson, mas eu diria que o limite pode ser expandido. Eu diria que até uns 59 anos as pessoas ouvem tudo o que você diz, desde que você seja homem de meia idade (e tenha outros pré-requisitos que já vou citar).

Depois dos 59 anos é mais difícil te ouvirem (mesmo que você seja homem branco, cis e etc). Por causa da velhice. Sim, idosos são extremamente desrespeitados. Tão desrespeitados que é necessário existir uma lei que determine a existência de assentos reservados em meios de transporte, por exemplo. Tão desrespeitados que muitas vezes tem suas vontades deixadas de lado e são tratados como incapazes.

Voltando ao assunto, eu entendo exatamente essa história do privilégio do homem branco. Sou mulher. E eu já perdi as contas de quantas vezes eu tive uma ideia, as pessoas rejeitaram (ou nem me ouviram) e depois a mesma ideia foi dita por um homem branco de meia idade e ela foi quase que imediatamente aceita. E em alguns casos, a ideia foi realmente roubada. Em outros, foi só coincidência (daquelas difíceis de engolir).

Embora eu não tenha o privilégio de gênero, tenho o privilégio de cor. Também tenho o privilégio da beleza (não sou nenhuma miss, mas para os padrões da sociedade, sou até que bonita - e isso não tem a ver com o que eu acho). Tenho o privilégio de classe social. E por observar todos esses privilégios que eu tenho, eu gostaria que todos tenham as mesmas oportunidades que tive (e até muito mais). Eu sonho com um dia em que o uso da palavra mérito faça mais sentido, porque todo mundo vai ter as mesmas oportunidades desde o dia que nasceu. Escrevo nesse blog porque tenho esse sonho.

Ainda sobre o privilégio do homem branco adulto, outro dia eu conversava com meu marido e fiz um comentário engraçadinho (meu momento stand up). Ok, meu marido diz que meu senso de humor é esquisito, mas se eu fiz ele rir, acho que deu certo, rs. Eu estava em um lugar e mandei uma mensagem pra ele:

Samantha: Chegaram os privilegiados

Marido: Quem?

S: Os Privilegiados

M: ???

S: Fulano e Beltrano. Eles acreditam em Deus, são brancos, tem meia idade, são de classe média alta e trajam sport fino. Estão no topo da cadeia alimentar.

M: hahahahahaha [não sei se a risada foi verdadeira rs]

Trajar Sport Fino faz de você o cara. Se você é homem branco (e cis, claro, falo de fábrica é importante) e pertence a uma família de classe média, ouça o que estou dizendo. Você não precisa estudar, não precisa adquirir cultura, nada disso. Basta esperar chegar aos 40 anos. Deixe os cabelos ligeiramente grisalhos, que é para dar um ar distinto. Não faça um corte de cabelo diferente, seja tradicional (eles amam essa palavra). Não faça tatuagens e nem qualquer body modification. Não fique gordo, por favor. Também não fique musculoso demais, fique magro atlético. Não seja vaidoso demais, isso também é condenável. Fale meia dúzia de frases feitas, repita tudo o que o Reinaldo Azevedo diz (ele já repete de outras pessoas mesmo, então não tem problema). Leia a Veja. Acredite em Deus. E vista um Traje Sport Fino.

Pronto.

Todos vão te ouvir.

Você vai ser especial.

Bem vindo ao topo da cadeia alimentar.


"Ter carro do ano, TV a cores, pagar imposto, ter pistolão
Ter filho na escola, férias na Europa, conta bancária, comprar feijão
Ser responsável, cristão convicto, cidadão modelo, burguês padrão
Você tem que passar no vestibular"

 Química - Legião Urbana

Nenhum comentário:

Postar um comentário